Colunas

Colunas

Bombons recheados de cicuta nº04

por

ilustrações de Bruno Maron Foi surpreendido hoje cedo numa esquina: levaram tudo o que ele tinha no bolso – inclusive alguns pressentimentos. Faz da gaveta do criado-mudo sua clausura – é o inseto ortóptero mais discreto que existe: não sai de seu cativeiro nem mesmo para ver, in loco, o motivo dos ais e uis […]

Bombons

Bombons recheados de cicuta nº03

por

ilustrações de Bruno Maron Enigma… enigma… Difícil decifrá-lo, mas, se você souber que enigma é um substantivo masculino, já é, […]

Ao pé da letra

Ao pé da letra #0

por

Começo de Conversa Esta é uma contribuição do SESI-SP ao esforço de valorização da língua portuguesa, hoje falada no mundo […]

Bombons

Bombons recheados de cicuta nº02

por

ilustrações de Bruno Maron CONTAM que muitos anos atrás filmaram Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa. Filme amador: preto-e-branco. Depois de pronto, convidaram o escritor mineiro para assistir ao filme. Viu e percebeu que havia muito cavalo, muito. Eis o comentário definitivo do bom e velho Guima: Fiz um romance épico e vocês fizeram um […]

Bombons

Bombons recheados de cicuta nº01

por

ilustrações de Bruno Maron NÃO participo de coletânea de contos: prefiro errar sozinho. * Pequeno e singelo acento circunflexo provocou estrago irreparável no relacionamento deles: rapaz gostava do Rambo; moça, do Rambô. * UMA VEZ, quando escrevia certo romance, comentava com amigos sobre o tema,  maioria perguntava se era sobre a mãe Daquele Amigo – […]

Ao pé da letra

Ao pé da letra #10

por

ATAQUE À FOLIÃ “Laís pulou carnaval no interior e foi atacada pelas murissocas.” Não aproveitou e nem soube escrever o nome do inseto. Não existe a palavra “murissoca”. A grafia correta é muriçoca (espécie de pernilongo; a origem do nome, segundo Houaiss: “tupi *mberu’soka ‘pernilongo’, formado do tupi mbe’ru ‘mosca’ e tupi ‘soka’, ‘que quebra, […]

Ao pé da letra

Ao pé da letra #9

por

Ledo engano “À entrada de uma empresa está escrito: seja bem vindo!” Isso não pode ser verdade. Ninguém é “bem vindo” e sim bem-vindo, porque o advérbio bem deve ser separado do segundo elemento por hífen, na maioria das palavras. Período correto: À entrada de uma empresa está escrito: seja bem-vindo! Bom sentimento “O bem-querer […]

Ao pé da letra

Ao pé da letra #8

por

COMPRA MALFEITA “Mariana foi à Bienal e comprou um livro extra-escolar.” Dessa forma, o livro não acrescentará em nada. Não se usa hífen quando prefixo termina com vogal diferente da vogal com que se inicia o segundo elemento. Período correto: “Mariana foi à Bienal e comprou um livro extraescolar.” VIAGEM FRUSTRADA “O pneu do microônibus […]